Dicas

Fui demitido, quais são meus direitos?

Descubra seus direitos trabalhistas ao ser demitido e entenda a diferença entre pedir demissão e ser desligado. Garanta seus direitos no mercado de trabalho.

Anúncios

Desvende os mistérios dos direitos trabalhistas na demissão!

Seja por incertezas econômicas ou simplesmente pelo desejo de explorar novas oportunidades, muitas pessoas se encontram em um momento de transição. Por isso é importante entender seus direitos no caso de uma demissão!

Afinal, diante desse cenário, surgem diversas dúvidas em relação aos direitos trabalhistas que amparam os trabalhadores.

card

Cursos

Alavanque a sua carreira!

profissional aprender

Faça cursos rápidos para melhorar o seu currículo e dar aquele upgrade na carreira!

Você permanecerá no mesmo site

Vamos desvendar as leis que regem as demissões e entender quais são os seus direitos nessa hora para não ficar desamparado. Afinal, é sempre bom saber o que a gente tem a nosso favor, não é mesmo?

O que a lei diz sobre demissão?

Primeiramente, é importante ressaltar que as leis trabalhistas são a bússola que nos guia quando o assunto é demissão, garantindo que a gente não fique no prejuízo e saiba quais são nossos direitos.

Ou seja, elas são um conjunto de regras que regula as relações entre empregados e empregadores. E quando o assunto é demissão, ela não poderia deixar a gente na mão.

Conheça os seus direitos e se prepare! (Fonte: Adaptado Google).

Se você está pensando em pedir demissão, existem uns direitos que você precisa ficar atento. Por exemplo, o aviso prévio. Ele é um tempo que a empresa tem que te dar pra se preparar pra sair. Assim, tanto você quanto o empregador têm um prazo para se organizar.

Enfim, a lei trabalhista tá aí pra garantir que a gente não saia no prejuízo quando uma demissão acontecer. Cada situação tem suas particularidades, mas é importante conhecer os direitos trabalhistas.

Qual a diferença entre pedir demissão e ser demitido?

Quando se fala em demissão, é importante entender a diferença entre pedir demissão e ser demitido. Pedir demissão significa que o trabalhador toma a iniciativa de encerrar o contrato de trabalho, enquanto ser demitido significa que a iniciativa parte do empregador.

Em relação aos direitos trabalhistas, a diferença é que no caso de pedir demissão, o trabalhador não tem direito ao aviso prévio e não pode sacar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), a não ser que haja acordo entre as partes. 

card

Roupas grátis

Shein

vestuário aplicativo

Ganhe roupas de graça na Shein e nunca mais repita peças do seu guarda roupas!

Você permanecerá no mesmo site

Já no caso de sofrer demissão sem justa causa, o trabalhador tem direito ao aviso prévio, à multa do FGTS e ao seguro-desemprego, caso preencha os requisitos para recebê-lo.

No entanto, em caso de demissão por justa causa, o trabalhador perde alguns direitos, como a multa do FGTS e o direito ao seguro-desemprego. 

Por isso, é essencial entender as diferenças e saber quais são os direitos trabalhistas em cada caso.

Quais os direitos que o trabalhador tem quando é demitido?

Quando uma demissão acontece, é super importante saber quais são os direitos que o trabalhador tem. Afinal, ninguém quer sair de mãos vazias depois de dedicar tempo e esforço em um emprego, não é?

Se a demissão ocorrer sem justa causa, ou seja, quando o empregador decide dispensar o trabalhador sem uma falta grave cometida por ele, o trabalhador tem direito a alguns benefícios. 

Saiba quais direitos são seus ao receber a demissão. (Fonte: Adaptado Google).

Direitos do trabalhador

  • O saldo de salário: valor correspondente aos dias trabalhados até a data da demissão
  • Férias proporcionais: calculadas com base no período trabalhado no ano
  • Décimo terceiro salário proporcional: de acordo com o tempo de serviço no ano

Além disso, temos a multa de 40% sobre o FGTS, que é um fundo onde o empregador obrigatoriamente deposita todos os meses em uma conta vinculada ao trabalhador. 

card

Procurar emprego

Foi demitido?

desemprego trabalho

Descubra sites que vão te ajudar a retornar ao mercado de trabalho em pouco tempo!

Você permanecerá no mesmo site

Na demissão sem justa causa, ele tem que pagar uma multa correspondente a 40% do saldo depositado nessa conta. Então, é um dinheiro extra que o trabalhador recebe para ajudar nessa transição.

Demissão por justa causa

Agora, se a demissão acontecer por justa causa, os direitos são um pouco diferente. Quando o trabalhador comete uma falta grave, como furto, agressão ou abandono de emprego, o empregador pode demiti-lo por justa causa. 

Anote os seus direitos e não seja mais enganado. (Fonte: Adaptado Google).

Nesses casos, o trabalhador perde alguns direitos, como a multa de 40% sobre o FGTS e o aviso prévio. Porém, ele ainda tem direito ao saldo de salário e às férias proporcionais, se houver.

Importante lembrar que, tanto na demissão sem justa causa quanto na demissão por justa causa, o trabalhador tem direito ao saque do FGTS acumulado durante o período de trabalho. 

card

Revenda

Faça uma renda extra!

dinheiro trabalhar

Tenha uma renda extra revendendo produtos de beleza, conheça as melhores marcas!

Você permanecerá no mesmo site

Então, quando o trabalhador sofre demissão sem justa causa, ele tem direito ao saldo de salário, férias proporcionais, décimo terceiro salário proporcional, multa de 40% sobre o FGTS e saque do FGTS. 

Já na demissão por justa causa, ele tem direito apenas ao saldo de salário e às férias proporcionais, se for o caso.

O que é aviso prévio?

O aviso prévio é um período de tempo que deve ser observado tanto pelo empregado quanto pelo empregador quando ocorre uma demissão e faz parte dos direitos trabalhistas.

Ele serve para garantir uma transição mais tranquila e uma chance de se preparar para a saída.

Quando o trabalhador decide pedir demissão, ele precisa avisar a empresa com antecedência. O período do aviso prévio pode variar de acordo com o tempo de serviço na empresa. 

Saiba o que é e como funciona o aviso prévio. (Fonte: Adaptado Google).

Normalmente, são 30 dias, mas em alguns casos pode ser maior, dependendo do que estiver previsto na lei trabalhista ou no contrato de trabalho.

Já quando é o empregador que decide demitir o trabalhador sem justa causa, ele também precisa dar um aviso prévio. Se o trabalhador tiver até um ano de serviço na empresa, o aviso prévio será de 30 dias. 

Alavanque a sua carreira!

Seja um gestor de tráfego e ganhe pelo menos R$5 mil

Mas, se ele tiver mais de um ano de serviço, a cada ano completo adiciona-se mais três dias ao aviso prévio, até o limite de 90 dias.

Aviso prévio indenizado

Agora, você pode estar se perguntando: “E se o trabalhador ou o empregador não quiserem cumprir o aviso prévio?” Bom, nesses casos, existe a opção de pagar o valor referente ao aviso prévio ao invés de cumpri-lo. Ou seja, o aviso prévio indenizado.

Se for se demitir, faça com aviso prévio! (Fonte: Adaptado Google).

É importante lembrar que durante o período do aviso prévio, tanto o trabalhador quanto o empregador continuam com seus direitos e deveres normalmente, mesmo que a demissão tenha sido acordada. É uma oportunidade para organizar a transição e finalizar as pendências.

Então, o aviso prévio é uma medida que visa proporcionar uma saída mais planejada tanto para quem pede demissão quanto para quem é demitido. Ele dá uma margem de tempo para ambas as partes se ajustarem antes de seguirem caminhos diferentes.

card

Cursos

Copywriter da SENAC

emprego mercado

Tenha um certificado e consiga as melhores vagas de emprego!

Você permanecerá no mesmo site

Sobre o autor  /  Mariela Pereira

Formada em marketing digital, redatora e copywriter em especialização, com foco em escrita de textos sobre viagens e turismo. Amante de livros e estudante assídua.

Em Alta

content

Como fazer a Carteira de Trabalho Digital?

Saiba como fazer sua Carteira de Trabalho Digital de forma simples e fácil pelo seu celular e tenha informações profissionais sempre à mão.

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Como trabalhar na DIA – Supermercados

Dia – Supermercados é uma rede que iniciou sua trajetória de sucesso na Espanha e se esforça para que seus profissionais, sem exceção, se sintam valorizados e sejam devidamente prestigiados.

Continue lendo
content

Como ser entregador do Mercado Livre: passo a passo completo

Trabalhe como entregador do Mercado Livre nas horas vagas ou em tempo integral e receba até R$240,00 por dia. Veja aqui como fazer isso!

Continue lendo
content

Como se cadastrar no InDriver para motorista 

Veja como se cadastrar no InDriver para motorista e tenha a oportunidade de trabalhar para uma empresa que cresce mundialmente. Confira!

Continue lendo